Skip to main content

Conheça Amauri Tangará

Amauri Tangará é diretor, ator e dramaturgo, nascido em Paranavaí, no Paraná, possui vasta experiência em teatro, atividade a que se dedica há 40 anos, com a Cia D’Artes do Brasil. Escreveu, dirigiu e encenou diversos espetáculos em Mato Grosso e no exterior, principalmente em Portugal, com quem a Cia D’ Artes do Brasil tem, há vinte anos, um intercâmbio cultural com o Teatro O Bando. Dentre os espetáculos que encenou estão A Dança dos Tangarás, Belarmino – O Guardador de Ossos, Salário dos Poetas, Cidade dos Outros e Viver É Raso. Em 1997 estreou atrás das câmeras com o média-metragem Pobre é quem não tem jipe (1997). Vive e trabalha na região da Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, onde produziu o longa A oitava cor do arco-íris (2004) e Ao Sul de Setembro (2005).

Tangará faz parte da história do teatro mato-grossense. Situado na fronteira entre o cinema e o teatro, seu ofício inclui a formação de uma legião de novos cineastas pelo interior do Estado, com um curso rápido de concepção de filmes, contribuindo para a difusão da sétima arte entre jovens realizadores.

Há mais de 20 anos a Cia D’Artes do Brasil possui um intercâmbio com o Teatro O Bando e organiza diversas produções de cinema e teatro com profissionais dos dois países integrando a ficha técnica. Neste intercâmbio, a Cia D’Artes recentemente dirigiu e produziu em co-produção com o Teatro O Bando um filme, Nenhures, que comemora os 40 anos do grupo.

Fonte: Núcleo de Pesquisa Teatrais Encontros Possíveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *